Aqui vou publicar os meus receios, as minhas angustias, as minhas aventuras neste pequeno planeta...

02
Mar 08

Está a dar uma reportagem na sic sobre os meninos de Câmara de Lobos.

Dois amigos em 1998 pediam no Funchal para levarem dinheiro para casa.

Como?

Prostituição, pediam umas moedas aos estrangeiros...

O Duarte e o Tiago dois miúdos de braço dado pediam...

Era assim em 1998.

Hoje voltaram para encontrar os miúdos, hoje adultos.

O Tiago após a morte da mãe veio trabalhar como pedreiro para o Funchal.

O amigo Duarte teve menos sorte.

Já era toxicodependente...partiu para Londres.

Vive na rua e continua toxicodependente.

Palavras da mãe que há um ano não vê o filho. Mostrou uma foto.

O Tiago diz que pediam ás meninas dos restaurantes para escreverem em inglês que queiram dinheiro para comer. 

O Tiago diz que o padrasto lhe batia a ele e à irmã, e claro que à mãe!

Iam de camioneta de Câmara de Lobos até ao Funchal e regressavam a casa à uma hora da manhã!

Palavras para quê?

O Tiago trabalha muitas horas por dia, ganha pouco...mas parece que sobreviveu à miséria.

Consegui vencer! 

 Hoje os meninos fazem as mesmas viagens para pedir dinheiro.

Não é para comer...é para a droga, é para outras coisas.

Pois é...

Funchal deslumbrante...

Camara de Lobos esquecida?

Dt. Alberto João Jardim...como é?

A Madeira que atrai milhões de turistas por ano não consegue desviar uns dinheiritos para permitir a estas gentes uma forma de vida melhor?

Acho que sim...

É necessário força de vontade, determinação.

E se o Dt. Alberto Jardim tem para desafiar a autoridade do continente e abrir a boca para reclamar das verbas atribuídas ao seu arquipélago também podia gritar e resolver a coisa!

Quando fui à Madeira não fazia ideia da pobreza que ia encontrar em Câmara de Lobos....

Chocou-me porque quando parámos lá um colega de viagem levava um pacote de bolachas na mão.

Ia a comer quando um miúdo de pé descalço, calções rotos, corpo sujo, lhe pede uma bolacha.

Ele deu-lhe uma...num momento ficámos rodeados de miúdos...

O pacote das bolachas lá ficou.

A sofreguidão com que devoravam o pacote das bolacha chocou-nos.

Ficámos aparvalhados com aquela triste cena!

Nunca mais me esqueci...

Sim já tinha visto crianças pobres...

Mas nunca vi tantas à minha volta.

Naquela comunidade as crianças não vão à escola...e se vão é por poucos anos!

Vão pedir para as ruas...

Pelo que vi na reportagem...continua tudo na mesma!

Ou pior...  

 

publicado por abadia7 às 11:58

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14

16
17
22


30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO