Aqui vou publicar os meus receios, as minhas angustias, as minhas aventuras neste pequeno planeta...

23
Abr 08

Ultimamente a minha vida tem sido como uma montanha russa!

Na noite de sexta fui parar com a minha prima ao hospital…

Sim…agora sinto-me culpada.

Ela já teve duas depressões quando era mais nova!

Tem cinquenta anos e é a sobrinha favorita da minha mãe.

Sim…sempre a protegeram muito das agruras da vida.

Depois com o passado dela não devia deixar de ser acompanhada por um bom médico.

Sim estou a falar a nivel psiquiátrico.

A filha dela ( que tem trinta anos) e eu assistimos pela primeira vez a uma crise terrível!

A minha prima A. tem tido uma vida dificil e nos últimos tempos tem a sogra doente, uma senhora que está nas suas plenas capacidades mentais apesar de ter parkinson.

Quase que não se pecebe o que diz, mas não se atrapalha…escreve. Sim, está dependente dos outros para comer, ir à casa de banho…

A mãe da senhora, a avó Rosa, com 93 anos apanhou uma pneumonia e foi para o hospital.

O stress, a doença que contribuiram para a crise de sexta.

Não vos digo nada!

A.     estava completamente louca!

Sim.. a palavra é forte, mas é a única que me ocorre.

Uma pessoa que sentada na cadeira não diz coisa com coisa.

Uma pessoa que apesar de agarrada por duas raparigas mais novas está completamente descontrolada!

A filha de A. às tantas começou a ficar branca, teve de se ir deitar…

Calculem lá a cena…eu fiquei som A. Nos braços.

Eu peso 55 quilos, A. pesa 70 e alguns!

Consegui deitá-la no chão, enquanto esperneava, me agarrava e dizia coisas sem nexo algum.

Consegui tirar o telemóvel do bolsos das calças e ligar à minha mãe, que estava a ajudar o marido dela a deitar a velhota.

Foi de outro mundo!

Chamámos a ambulancia…vieram duas raparigas com vinte e poucos anos, que queriam que A. se levantasse, ou sentasse para enfiá-la na ambulancia!

Pois…ela estava no chão por algum motivo!

Fomos para o hospital Curry Cabral…e depoois de lhe colocarem um comprimido debaixo da lingua mandaram-na para casa.

Sim…estava mais calma!

No sábado foi para lá outra vez.

Claro…

Fiqcou internada, e foiu transferida para o Hospital Júlio de Matos.

Está isolada, sem visitas…e amarrada!

Hoje a enfermeira disse ao meu primo que estava mais calma.

Amanhã ele vai de manhã falar com o médico.

Contar as crises que ela já teve…e esperamos que agora fique lá um tempinho para ser tratada, e apartir de agora ser mais bem acomp+anhada.

O meu primo sempre a deixou fazer o que queria…

Não queria ir ao médico porque não era doida…não ia.

Ia a um médico que lhe dava uns comprimiditos suves…

O caso foi-se agravanos até ao ponto da rotura.

O registo vai ficar para sempre na minha memória!

Ontem ainda me doia os braços da força que fiz para tentar segurá-la, acalmá-la…

Parece que uma nuvem negra se abateu sobre a minha familia!

Vamos ver se o sol smile!

publicado por abadia7 às 00:35

Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
17
18
19

20
21
24
25
26

27
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO